sexta-feira, 2 de setembro de 2011

AMANHÃ É A ESCOLHA

Amanhã é a escolha, e eu vou estar por lá comentando pelo portal Leouve e pela rádio Viva FM.
Espero sinceramente que a eleita entenda que:


"Certo, uma nona não tem a presença de uma NETA.
Então, que esta neta, entendesse a vida da nona. Soubesse da história que cerca sua família, da força que tem seu sobrenome, da trajetória que ele conta. A neta, futura rainha, não teria um discurso pronto (aquele que falasse da beleza da cidade, das qualidades da uva, do pólo metal mecânico... nem que somente agradecesse a força que vinha dos pais e amigos próximos...), ela queria que a rainha falasse do sentimento de pertencer a terra. Da terra que ela deveria amar, com cheiro de chuva molhada, uva esmagada e manhã gelada.
Queria uma rainha que sentisse alegria em ter origem.
A rainha poderia ser um mulherão, espontânea, falaria com os olhos, com as mãos e com as palavras. Sempre certas. Sempre calmas. Sempre emocionantes. Este turbilhão de sentimentos estaria estampado na sua capacidade de envolver a cidade de braços abertos, sentindo o calor das “impessoais” almas caxienses.

Sabia o que isso significava, estava querendo uma rainha de porte Kate (Midletown). Original, que não pudesse ser forjada, não pudesse ser manipulada ou treinada.  Uma rainha que SOUBESSE ser e não APRENDESSE a ser. Acreditava que a rainha já NASCE. Ninguém CRIA uma rainha. Ou ela É ou NÃO É. "

CARA RAINHA,
ESPERO QUE VOCÊ ENTENDA QUE PARA SER A NETA DA NONA VOCÊ TEM QUE TRANSPIRAR EMOÇÃO.
ESPERO QUE VOCÊ SAIBA QUE ESTÁ COMPROMETIDA COM MILHARES DE CORAÇÕES DE VÁRIAS IDADES, CLASSES SOCIAIS, CORES E RELIGIÕES.
ESPERO QUE VOCÊ ENTENDA QUE ESTE SEU ESTADO CIVIL (O DE CASADA COM A CIDADE) VAI LHE EXIGIR TOTAL DEDICAÇÃO, SORRISOS, ABRAÇOS E CARINHOS. NESSA VIDA SÓ CABERÁ VOCÊ E MAIS UMA CIDADE. NESSE CASAMENTO QUEREMOS FIDELIDADE E CORAÇÃO ABERTO.
NETA DA NONA, LHE DESEJO TODA A SORTE DO MUNDO.
LHE DESEJO CONHECIMENTO, CARINHO E FELICIDADE.
QUE VOCÊ GANHE MAIS DO QUE DÊ.
QUE VOCÊ SEJA REALMENTE UMA RAINHA.

Lu vicenzi!



quinta-feira, 1 de setembro de 2011

MADAME GRÈS

Eu particularmente não a conhecia.
Posso até ter escutado a Diva Beth falar dela nas aulas de história da moda, mas como na época estava mais preocupada com a Casa do Chá, não lembro mesmo.

Mas Gaultier lembra. E em entrevista á Stella Pelissari, ele declarou que parte de sua coleção de Alta Costura Inv. 2012 veio a partir da retrsopectiva da obra de Madame Grès.

Ela (Stella) em Paris foi conferir....
O que ela achou? Me dou o direito de reproduzir... :

"Fiquei algumas horas, mas a vontade era passar dias, quem sabe semanas admirando tal beleza. Para começar, o Museu Bourdelle já é uma obra à parte. Um dos lugares que considero como um dos mais belos de Paris...

Madame Grés queria ser escultora, mas seus pais a proibiram e a encaminharam para que ela fosse costureira. Contrariada, ela resolveu fazer de suas roupas,  esculturas. Como afirmava: “Eu queria ser escultora. Para mim não existe diferença entre trabalhar a pedra ou tecido, faço o meu melhor”.

E fez...

A seguir as imagens perturbadoras e perfeitas dos plissados mais incríveis que já vi!


olha esse busto - completamente sem noção... LINDO


desconcertantemente LINDO


Olha essas silhuetas: IMAGINO A BETH NOS DANDO UMA AULA DE HISTÓRIA NA FRENTE DESTAS PEÇAS - Nem master paga - NÃO TEM PREÇO mesmo!


Que perfeição, olha a marcação do quadril, o detalhe que sai debaixo do busto e envolve o pescoço...


e essa gola? alguém se atreve?


olha os recortes drapeados...


quarta-feira, 31 de agosto de 2011

GERAÇÃO JPEG

Eis o video, para mim mais importante da previsão de comportamento do consumidor para os próximos 6 meses.

Essa semana tô toda MKT, mas na verdade estou só querendo entender o mercado!


Assistam com atenção, e como diria minha amiga Rafa Tomazzoni, onde será que estamos? Somos a geração X, com conhecimentos de Y (nos obrigamos a isso), querendo nos conectar como a Z... e agora, será que alcançamos a JPEG, ou será demais para os "velhinhos" aqui!?

Quem tem filhos desta geração, se obrigará a acompanhá-los.
Ótimo, mas tomara que eu não perca a CONEXÃO, se não vai ficar difícil de entender o MUNDO!

terça-feira, 30 de agosto de 2011

As gerações de CONSUMO E COMPORTAMENTO

Uma das mais novas tendências para o Verão 2013, está relacionada à GERAÇÃO JPG.
Ok, mas se não sei o que é geração X, Y e Z, como vou saber o que é a tal JPG.
Decidi então entender o que é para depois mostrar a JPEG...

Lá vai,

GERAÇÃO X
primeiro que esta não é mais a :
 
Somos nascidos entre 1960 e 1980 (sim somos, pq faço parte deste time. Devo ressaltar que vivemos remando contra a maré. Não somos ingênuos  - principalmente tecnologicamente falando - como os Baby Boomers, mas não somos ligados como nossas gerações seguintes. Estamos engatinhando em muitos pontos e somos experientes em outros tantos.)
Fomos os primeiros a termos uma  denominação moderna: Geração X. Esta geração é composta dos filhos dos Baby Boomers da Segunda Guerra Mundial. (Baby Boomer é uma definição genérica para crianças nascidas durante uma explosão populacional - Baby Boom em inglês, ou, em uma tradução livre, Explosão de Bebês. Dessa forma, quando definimos uma geração como Baby Boomer é necessário definir a qual Baby Boom estamos nos referindo).
Somos consumidores tentando ficar conscientes!

 
(temos filhos, família, coisa e tal!)

GERAÇÃO YA Segunda geração foi a denominada Geração Y, também chamada de Geração Next ou Millennnials.
Apesar de não haver um consenso a respeito do período desta geração, a maioria da literatura se refere à Geração Ycomo as pessoas nascida entre os anos 1980 e 2000. São, por isso, muitos deles, filhos da geração X e netos da Geração Baby Boomers.

(Essa geração tb é conhecida pelas primeiras atitudes individualistas como por ex. escutar música em fones no ambiente de traballho. Foi um choque, um verdadeiro conflito entre as duas primeiras gerações: os certinhos X e os "avançadinhos" Y trabalhando dentro de um mesmo espaço. Detalhe: APRENDENDO A CONVIVER) - leia mais sobre isso aqui!


GERAÇÃO ZFormada por indivíduos constantemente conectados através de dispositivos portáteis e, preocupados com o meio ambiente, a Geração Z não tem uma data definida. Pode ser integrante ou parte da Geração Y, já que a maioria dos autores posiciona o nascimento das pessoas da Geração Z entre 1990 e 2009.

(Olha que interessante, a geração Z começa antes da geração Y terminar... Tenho uma filha Z. Ainda é cedo para falar, mas ela sinceramente já descobriu o que a palavra CONECTADA  significa. Muito antes de pensar em ligar um computador... ACREDITO que esta será a geração que vai modificar os VALORES. Talvez pelo simples fato de fazê-los realizar...)


(p.s - não é o Gui, mas poderia ser... Ou não ele vai fazer parte de uma outra geração, a JPEG!)

ISTO É INTERESSANTE: A geração X buscava / busca reconhecimento. A geração Y, na sua maioria se basta. Então, está sendo lida uma nova geração, híbrida entre a X e a Y a "XY", que deverá ter o conhecimento e a força individual da Y, procurando e encontrando o reconhecimento da X.

O CASO GUILHERME.

Mas onde se encontrará meu filho então?
heis que surge uma luz:

Geração Alfa (ou Alpha Generation)Ainda sem características precisas definidas, a não ser que nascerão em um mundo conectado em rede, a próxima geração, de nascidos a partir de 2010, já tem nome: >Geração Alfa. Poderão ser filhos, tanto da geração Y, como da Geração Z.

Detalhe, a esta geração o WGSN chama de JPEG (mas isso é assunto para amanhã, porque ele se basta!)


TUDO AO MESMO TEMPO AGORA (Guilherme o, por enquanto, sem geração!)











segunda-feira, 29 de agosto de 2011

APROXIMAÇÃO DE VERDADE

Encontrei um vídeo muito simples, mas que quer dizer muito.
A algum tempo temos falado de despertar desejos, de ser muito quisto, de ser popular.
E ao mesmo tempo falamos de aproximação. DE conhecer e trabalhar para o cliente de verdade. Saber quem ele é. Sonhamos inúmeras vezes que os produtos fossem completamente personalizados. Fossem entregues com embalagens que fosse só DO CLIENTE, E DE NINGUÉM MAIS.

Enquanto sonhamos, teve gente que realizou:

Daí, pesquisando por ai, encontrei uma marca forte (principalmente nos EUA), que decidiu se inspirar em Cheeseburgers para fabricar tênis. E sabe o que ela diz?
 
 
"Queremos um calçado que gere desejo e seja popular. Essas são as características que descrevem o Vans Cheeseburger, reinterpretação da marca de skate sobre o tradicional Slip On, com elementos de uma das comidas mais consumidas no mundo. A criação é baseada no fato de que compradores tendem a comprar produtos que se assemelhem a seus gostos pessoais. (isso é muito importante - e esquecemos muitas vezes!)
 


Vans
Os detalhes na superfície foram levados a sério pelos desenvolvedores do modelo, apesar da ilustração frisar o toque lúdico do calçado. Ele captura a essência completa do icônico prato de fast food com gergelim, carne, queijo e picles, inclusive com o ketchup derramando sobre a sola. Cada item custa cerca de US$ 50."

IMPORTANTE: normalmente costumamos elitizar nossos produtos, acreditando que ser popular não é legal, ser popular significa ser brega. A VANS prova que ser popular poder ser divertido, moderno e com o segmento pode-se ganhar muito dinheiro. Lembre-se que o popular, na maioria das vezes é descartável...

Acho ousado, e acredito que pode virar um hit entre a geração JPEG!
  

"Estamos aqui para aprender..."

O tempo é mesmo injusto, se aproveita das nossas tristezas e as transforma em oportunidades!

Pesquisar este blog

Ocorreu um erro neste gadget